【丰胸效果】胸部是女性的丰胸产品重要生理特征之一。胸部的健康与美观,直接影响到女性的丰胸外在美与内在美。然而,由于体质与生活习惯的差异,东方女性普遍存在或多或少的胸部问题。其中就有75%以上的女性表示粉嫩公主酒酿蛋丰胸需要丰胸才能使胸部更美观。如何丰胸?因此女孩胸部怎样变大,成了小胸女人最关心的话题丰胸方法

Ética Empresarial
 
Pesquisa:
  QUEM SOMOS
  ARTIGOS
  CDIGO DE TICA
  CONEXES DE INTERESSE
  CURSO PRESENCIAL
  ENTREVISTAS
  ESTUDO DE CASO
  TICA E NEGCIOS
  MONOGRAFIAS
  NOTCIAS
  SALA DE LEITURA
  TESTE DE TICA

      ENTREVISTAS


 
Sergio de Oliveira*

 

Site - Nesta época em que presenciamos o crescimento do número de entidades não governamentais, quais seriam os grandes desafios para o terceiro setor?

Sergio de Oliveira - São vários os desafios das Organizações do Terceiro Setor. Dentre eles podemos destacar, em primeiro lugar, o desafio da Legitimidade. As Organizações, em sua maioria, são desconhecidas de nossa sociedade, a maioria dos beneficiários das Organizações desconhecem o significado do Terceiro Setor. Além desse fato, somente nos últimos anos é que a legislação foi atualizada a partir da criação do marco legal do Terceiro Setor, com a lei das OSCIPS – Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, entretanto, grande parte desconhece essa legislação. Creio que esse é o primeiro desafio a ser superado.
Em segundo lugar vem a sustentabilidade. Como as Organizações conseguirão os recursos para sustentar a sua causa, prestar seus serviços, pagar salários de seus funcionários, etc. No Brasil são pouco difundidas as formas de mobilização de recursos, inclusive as ONGs estão despreparadas para mobilizar recursos, principalmente pela falta de conhecimento, já fizemos muito, mas ainda temos muito a fazer.
Outro desafio é a profissionalização. Muitas pessoas abraçam uma causa e depois de um tempo se vêem a frente de uma Organização com vários funcionários e a necessidade de gerenciar recursos humanos, financeiros, materiais. Qual o preparo que essas pessoas tiveram para estarem à frente de um projeto? A alternativa é a profissionalização em busca da eficácia.

Site - A criação de ONGs que tenham como objeto ações que seriam da alçada do governo, que por diversas razões deixa de cumprir o seu papel social, não o eximiriam de agir nas áreas de saúde e educação, para citar as mais prementes?

Sergio de Oliveira - Creio que esse tipo de ação não exime o governo de agir nessas áreas.
É um erro pensar que o público é uma prerrogativa do governo, é sim do Governo, com também o é da sociedade civil organizada. O que não pode acontecer é um abandono por parte do governo e repassar toda a responsabilidade para a sociedade civil organizada. A chave para essa situação é criação de parcerias intersetoriais, onde o governo tem o importante papel de criar condições para que a Sociedade Civil Organizada, junto com as Empresas e o Governo possa buscar soluções
para nossos principais problemas, em especial nas áreas da saúde e educação.

Site - Como deve ser a atuação de uma ONG que pretende corrigir as desigualdades e as injustiças sociais e ao mesmo tempo integrar a diversidade?

Sergio de Oliveira
- Primeiramente não existe uma ONG que vá realizar essa façanha sozinha, se nossos governos não conseguem, não podemos jogar essa responsabilidade para as ONGs. Por outro lado, as ONGs podem contribuir muito para a melhoria desta situação. O primeiro passo é definir um foco, claro, preciso e desenvolver tecnologias sociais que contribuam para a mudança de uma determinada realidade. Isso somente será possível se esta ONG tiver uma postura que possibilite a integração da diversidade durante o seu processo de intervenção social. Caso contrário ela corre o risco de reproduzir o modelo vigente onde cada um pensa e atua a partir da sua perspectiva, na maioria das vezes não levando em consideração toda a diversidade.

Site - Qual o papel que a pessoa (o ser humano) deve ocupar na definição dos focos de atuação das ONGs e nos seus projetos?

Sergio de Oliveira
- O primeiro papel que a pessoa deve assumir é o da isenção, atuar num projeto numa ONG requer uma nova abordagem. Muitas vezes a causa se confunde com o agente da intervenção, pois às vezes colocamos à frente da causa nossos interesses, nossos desejos e esse é um dos grandes erros que não podemos cometer. Por isso temos de entender a real necessidade, assim teremos condições de definir nosso foco com mais clareza.

Site - Como desenvolver o potencial de pessoas que sequer descobriram a dignidade do ser humano?

Sergio de Oliveira
- Temos de trabalhar a partir da plataforma da educação que é a base para o desenvolvimento humano. A partir do momento que as pessoas começam a perceber suas potencialidades o primeiro passo foi dado, daí pra frente é só criar as oportunidades que elas farão o resto.

Site - Considerando que no terceiro setor há muito trabalho voluntário, como conseguir o comprometimento das pessoas, de modo que os projetos não sofram solução de continuidade?

Sergio de Oliveira
- O trabalho voluntário é importante mas não para todas as funções de uma ONG. Alguns postos devem ser supridos por profissionais, senão a questão da continuidade se perpetuará. Por isso, ao planejar o trabalho de uma ONG, se faz necessário definir quais as atividades podem ser realizadas por pessoal voluntário e que não interferirão na continuidade do projeto. Eis porque o desafio da profissionalização tem de ser superado.

Site - Quais são os fundamentos do desenvolvimento social e qual o papel do cidadão comum que deseja contribuir para esse desenvolvimento?

Sergio de Oliveira
- São vários fatores que implicam no processo de desenvolvimento social, mas podemos resumir o papel do cidadão no exercício da cidadania ativa, em especial no que diz respeito à participação, pois sem participação fica difícil, senão impossível, investir em capital social que é a base para o desenvolvimento social.

Sergio de Oliveira, Economista, especialista em Gestão de Organizações do Terceiro Setor. Coordenador de Investimento Social do Senac São Paulo.
2/3/2006


[Verso para impresso] [Enviar para um amigo]



 
Untitled